Famosos que falam sem complexos sobre depressão

Com a constante exposição nas redes sociais, são muitos os casos de atores, cantores e desportistas que têm aproveitado este espaço para se abrirem sobre saúde mental e ajudar a conscientizar e combater o estigma em torno do tema.

1. António Raminhos (Humorista)

Foto tirada do Instagram @raminhoseffect

António Raminhos luta há vários anos contra a ansiedade e depressão e durante a pandemia foi uma das vozes mais ativas nas redes sociais a falar sobre estes problemas de saúde mental. Raminhos, que foi diagnosticado também com o transtorno obsessivo-compulsivo, diz que o facto de falar abertamente sobre os seus problemas o ajudou, mas também contribuiu para normalizar a doença. Atualmente o humorista tem o podcast “Somos todos malucos”, onde convida figuras conhecidas e até profissionais da área da saúde mental a contar as suas histórias de vida e experiências pessoais.

Alguns episódios do podcast “Somos todos malucos” sobre depressão:

#3 – A dor é de cada um, mas dói a todos (João Francisco Lima – filho do ator Pedro Lima)

#5 – Mitos e verdades da Psiquiatria (Psiquiatra Gustavo Jesus)

#21 – Vão ficar com falta de ar com esta conversa (Psicólogo Rui Marques)

#22 – Sou psiquiatra, mas tenho a minha própria história na doença mental (Psiquiatra Susana Pinto Almeida)

2. Sara Sampaio (Modelo internacional)

Foto tirada do Instagram @sarasampaio

A modelo portuguesa mais famosa tem adotado uma postura muito franca quanto aos problemas de saúde mental que a afetam. Sara Sampaio já havia falado sobre os ataques de pânico que sofria, tendo lembrado que a experiência foi devastadora. A Anjo da Victoria’s Secret, que sofre também de Tricotilomania – uma Perturbação Obsessivo-Compulsiva associada à ansiedade que caracteriza-se pelo impulso de arrancar recorrentemente cabelos ou pelos do corpo – utiliza frequentemente as suas redes sociais para falar candidamente sobre a sua saúde mental, nomeadamente ataques de pânico, ansiedade e depressão.

aqui.

3. Rita Redshoes (Cantora)

Foto tirada do Instagram @ritaredshoes

Foi através da sua página do Instagram que Rita Redshoes abriu o coração aos seus seguidores e assumiu sofrer de depressão. A cantora explicou que desde muito nova sofre desta doença mental e que ao longo da sua vida tem feito várias terapias e alguns anos de psicanálise que a têm ajudado no processo de autoconhecimento e alívio de alguns sintomas. Rita Redshoes, que é licenciada em Psicologia Clínica, descobriu ao 37 anos, no período pós-parto, que o seu organismo não produz seratonina – molécula que interfere diretamente no humor – em quantidade suficiente.

Mais recentemente, a cantora esteve no podcast do Jornal Observador “Labirinto – Conversas sobre Saúde Mental” onde deu uma entrevista mais aprofundada sobre a sua experiência.

aqui

4. Vanessa Fernandes (Triatleta)

(Foto de Filipe Amorim/Global Imagens)

A triatleta mais acarinhada pelos portugueses é também uma das vozes mais lúcidas e honestas a falar sobre a depressão. Vanessa Fernandes, que dedicou a sua vida desportiva ao alto rendimento, foi campeã mundial de Triatlo em 2007 e pentacampeã europeia em 2008, ano em que ganhou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Pequim. Em 2021 abriu o coração na curta-metragem “72 horas”, onde conta como a bulimia e a depressão a levaram ao limite.

Hoje, 13 anos depois, Vanessa Fernandes garante que falar sobre a fase mais difícil da sua vida a ajuda a viver tranquila e na simplicidade.

aqui

Raquel Tavares (Fadista/cantora)

Foto tirada do Instagram @raqueltavaresofficial

Com uma carreira de sucesso em Portugal e no estrangeiro, Raquel Tavares surpreendeu os seus fãs quando, em janeiro de 2021, anunciou em plena televisão nacional que iria terminar a sua carreira de fadista. Por trás desta decisão tão drástica e muito emocional estava, segundo a artista, uma depressão. Quase dois anos depois, Raquel Tavares revelou no programa da Rádio Comercial que o fez por temer acabar como Amy Winehouse, que morreu por excesso de álcool em 2011, depois de anos a lidar com uma depressão.

aqui.

Whindersson Nunes (Youtuber)

(Foto retirada do Multishow)

O youtuber mais famoso do Brasil também atravessou uma fase difícil quando perdeu o seu filho recém-nascido. Whindersson Nunes escreveu o livro “Vivendo como um guerreiro”, no qual conta toda a sua jornada na luta contra a doença e fala abertamente da importância de se procurar ajuda médica. Atualmente o youtuber já está melhor e diz que não se importa de falar abertamente sobre o tema porque pode ajudar outras pessoas que estejam na mesma situação.

aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.