5 projetos que falam de saúde mental através da arte

Existe um ditado popular: uma imagem fala mais que 1000 palavras. Neste caso, podemos aplicar isso à arte. O uso da arte para autoexpressão pode ter um impacto poderoso no espectador e um efeito muito positivo no criador. Juntámos aqui alguns projetos onde, a partir de uma experiência pessoal, vários artistas usaram pinturas, desenhos ou esculturas para falar de saúde mental.

1. Manicómio: a arte como terapia

O Manicómio é um projeto português sediado em Lisboa que leva a arte como forma de ajudar a pessoas com transtornos mentais. Permitindo a criação artística por parte destes indivíduos, o objetivo do projeto é desmistificar o estigma associado a este tipo de doenças, incentivar a empregabilidade dos participantes e promover a sua inclusão social. No final, o trabalho dos participantes forma uma exposição e as peças de arte podem ser vendidas. O projeto pretende alargar-se a outros locais de Portugal e aumentar o espaço para ter a possibilidade de acomodar mais pessoas.

2. A mente de alguém com depressão em 137 imagens

Neste próximo artigo, foi compilado o trabalho de 137 artistas que têm experiência em primeira mão com a depressão e transtornos mentais, tornando possível entender de forma visual como é a depressão para estes indivíduos. Estes desenhos tentam colocar o espectador no interior da mente da pessoa com depressão, para que este compreenda como é viver com este transtorno e saiba ajudar alguém próximo que necessite.

3. Banda desenhada sobre saúde mental

Autor: Sow Ay

Também queremos apresentar o autor francês Sow Ay. Ele utiliza a banda desenhada para se expressar e contar a sua história sobre as suas experiências pessoais em relação à saúde mental, bem como transmitir informação. “Estou sempre a tentar fazer algo que possa ser compreendido pelo máximo de pessoas possível”, afirma.

Para Sow Ay, as personagens dos desenhos permitem-lhe que se esconda atrás das mesmas. As bandas desenhadas nasceram em 2014, foram publicadas em 2015, e falam tanto de saude mental – ilustrando a depressão ou a ansiedade – como de outros assuntos, como o facto do autor ser transgénero.

Clica aqui e aqui para veres o seu trabalho, em que ele diz ilustrar “os seus pensamentos mais obscuros”.

4. The Perspective Project: desmisticar a saúde mental no local de trabalho

Nascido no Reino Unido, o “The Perspective Project art foundation” tenta acabar com o estigma dos problemas mentais no local de trabalho, fazendo oficinas e exposições em escritórios, que incluem obras de arte dentro da pintura, prosa e poesia. É um projeto de caridade que fornece uma plataforma para a criatividade dentro da saúde mental, um movimento e uma comunidade. Após a sua fundação em 2017, por Mark Anscombe, pessoas ao redor do mundo participam anonimamente e submetem trabalhos em diversos formatos. A fundação tem também programas personalizados que se adaptam às necessidades de cada local de trabalho.

Podes ver alguns trabalhos realizados no projeto aqui. A página de Facebook também está aberta a qualquer pessoa que queira participar e mostra o trabalho de quem tem a necessidade de se expressar e contar a sua história.

5. Jim Carrey: “Eu não sei o que a pintura me ensina, só sei que ela me liberta”

Os projetos de que te falámos demonstram como é comum as pessoas usarem a arte para se refugiarem, expressando sentimentos e memórias. Para terminar, trazemos-te então a história de uma pessoa que, provavelmente, conheces. O ator Jim Carrey começou muito novo a pintar como forma de autocuidado e expressão.

Das palavras de Jim Carrey, é muito claro o que a arte significa para ele: “um artista faz modelos da sua vida interior. (…) Criam algo físico, inspirado pelas suas emoções ou necessidades, ou pelo que sentem que o público precisa”.

Vê abaixo o documentário de 2017, intitulado “Jim Carrey: I Needed Color”, que conta a história do ator com esta forma de autoexpressão.

Todas essas imagens, pinturas e arte relacionadas à depressão ajudam a dar um visual fácil para entender um pouco mais o que é e como as pessoas se sentem. Representa outra maneira de as pessoas se expressarem quando as palavras não são fáceis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.