Teste para depressão online, grátis e rápido

Faz o teste para Depressão

Nós do Portal da Depressão procuramos fornecer uma maneira simples, rápida e grátis para ajudar todos aqueles que procuram saber se talvez têm o diagnóstico. Podes fazer o teste clicando no botão abaixo:

O quiz de depressão que farás agora é o PHQ-9. Este é um teste muito usado na triagem e deteção dos sintomas de depressão. Queres saber como ele funciona? Continua a ler!

O que é o teste PHQ-9?

O Patient Health Questionnaire – 9 (PHQ – 9) é um questionário preliminar de 9 questões que avalia os sintomas da depressão no paciente. Pode ser auto-administrado como forma de triagem, mas este é só o primeiro passo. O resultado do formulário é relevante, mas só se torna conclusivo uma vez que estiver confirmado o diagnóstico em consulta com um profissional de saúde capacitado.

Nas últimas décadas, este teste tem sido a ferramenta mais popular para detecção da depressão em pacientes¹. As suas formas de aplicação e avaliação podem variar em alguns níveis, mas seguem o mesmo princípio básico. 

É composto pelas seguintes questões²:

Nas últimas duas semanas pensa se:

  1. Tens pouco interesse ou prazer em fazer as coisas.
  2. Te sentes em baixo, deprimido ou sem esperança.
  3. Tens problemas para dormir, acordas várias vezes durante o sono, ou dormes demais.
  4. Te sentes cansado ou sem energia.
  5. Tens pouco ou demasiado apetite.
  6. Te estás a sentir mal sobre ti mesmo — ou que és um perdedor, ou que tenhas desapontado a tua família ou a ti mesmo.
  7. Tens problemas para te concentrares nas coisas, como ler ou ver televisão.
  8. Te estás a mover ou a falar tão devagar que as pessoas notam. Ou o contrário — estás tão inquieto que tens que te mover mais do que o normal.
  9. Tens pensamentos de que estarias melhor morto ou em te magoares de alguma maneira. 

Para todas estes itens o paciente deve responder uma destas opções:

  1. Nem um pouco
  2. Muitos dias
  3. Mais de metade dos dias
  4. Quase todos os dias

Dependendo do resultado, o quiz calcula um indicativo sobre a possibilidade e a severidade, caso positivo, da pessoa ter depressão. 

Como outros testes da natureza, o PHQ-9 também é passível de erros e existe a probabilidade de voltar falsos positivos ou negativos, por isso é importante destacar, novamente, a necessidade de se procurar auxílio médico profissional para confirmar o diagnóstico. 

Depressão ou tristeza, como saber?

Seria muito sedutor, por exemplo, criar uma lista de “10 maneiras para diferenciar depressão e tristeza” para adicionar ao nosso Blog. Existe, inclusive, fundamentação científica para tal. Mas a verdade é que nem a psicologia ou a psiquiatria chegaram a uma conclusão final para a pergunta: é possível diferenciar a depressão clínica da tristeza normal? Ou mesmo: quando é válido o uso de medicação em ambos os casos?³

Há argumentos que dizem que a dor e o sofrimento emocional são adaptações evolutivas importantes para a humanidade. Sendo assim, a medicação interferiria no que constitui uma ferramenta que usamos para aprender com as nossas escolhas. Em cima do mesmo argumento, podemos dizer que, quando caímos e nos magoamos, também sentimos dor, e tomamos medicação para a mesma. Então não faria sentido não medicar alguém que está a sofrer uma resposta natural a uma mudança negativa no seu ambiente. 

Do ponto de vista clínico, porém, o diagnóstico e o uso, ou não, de medicação deve ser sempre baseado em estudos e pesquisas validadas por pares. Mesmo que ainda se esteja a debater e a tentar achar o limite entre depressão e tristeza.

O argumento mediador diz para ser levado sempre em consideração a situação contextual de cada paciente. Ou seja, uma análise caso a caso, após a averiguação dos sintomas depressivos, é necessária para o diagnóstico correto. Depois, uma aplicação progressiva dos tratamentos, medicamentosos ou não, também seria receitada individualmente.  

Enfim, a ciência ainda não decidiu se há diferenciação clara ou não entre as duas condições. E a resposta correta continua a ser: procura ajuda profissional.

O quiz para depressão online indicou que eu tenho o diagnóstico, o que fazer?

Primeiramente, parabéns!

Uma das partes mais difíceis deste processo é reconhecer e aceitar que talvez estejamos com um problema. Não só isso, é ainda mais difícil decidir ativamente fazer algo sobre isso. Mas aqui estás tu! Força!

Agora é importante que não te sentes em cima deste indicativo. É comum que as pessoas façam o teste e se sintam satisfeitas por isso. Não cometas este erro!

Como já conversámos, o quiz para depressão online serve apenas como triagem, ou indicativo. É necessário, muito necessário, que procures ajuda profissional para confirmar o diagnóstico e começar com o tratamento mais adequado para o teu caso. 

Esperamos ter ajudado, mesmo que só um pouquinho, na tua jornada na luta contra a depressão. Aqui no portal também temos alguns links e direcionamentos onde pode pedir ajuda. Clica aqui para ver.

De resto, estamos continuamente a produzir conteúdo para trazer para luz um assunto muitas vezes tratado como tabu, mas que precisamos muito de compreender, pois o conhecimento salva vidas! Volta sempre que precisares e até à próxima!

Fontes:

  • ¹ Costantini, L., Pasquarella, C., Odone, A., Colucci, M. E., Costanza, A., Serafini, G., Aguglia, A., Belvederi Murri, M., Brakoulias, V., Amore, M., Ghaemi, S. N., & Amerio, A. (2021). Screening for depression in primary care with Patient Health Questionnaire-9 (PHQ-9): A systematic review. In Journal of Affective Disorders (Vol. 279, pp. 473–483). Elsevier B.V. https://doi.org/10.1016/j.jad.2020.09.131
  • ² Kroenke, K., Spitzer, R. L., Williams, J. B. W., & Löwe, B. (2010). The Patient Health Questionnaire Somatic, Anxiety, and Depressive Symptom Scales: A systematic review. General Hospital Psychiatry, 32(4), 345–359. https://doi.org/10.1016/j.genhosppsych.2010.03.006
  • ³ Maj, M. (2010). Depression vs. “ understandable sadness”: Is the difference clear, and is it relevant to treatment decisions? In Asian Journal of Psychiatry (Vol. 3, Issue 3, pp. 96–98). https://doi.org/10.1016/j.ajp.2010.07.004
  • Daray, F. M., Hunter, F., Anastasia, A., & Fornaro, M. (2019). Psychometric properties of the Patient Health Questionnaire nine-item version (PHQ-9) for use among hospitalized non-psychiatric medical patients. General Hospital Psychiatry, 61, 69–75. https://doi.org/10.1016/j.genhosppsych.2019.10.004

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.